Categories
Administração de empresas de eventos

Coronavírus (COVID-19): como empresas de eventos podem superar a crise?

Esse é um dos momentos mais difíceis para diversos ramos da economia, mas como empresas de eventos podem superar a crise?

Para responder essa e outras perguntas, separamos algumas dicas práticas para você implementar na sua empresa.

São dicas que passam desde sua saúde pessoal e outras que lhe ajudarão a sobreviver como empreendedor.

O primeiro passo para entender e a superar crise é compreender o mundo atual.

Alguns conceitos descritos neste artigo provam que o planejamento que você fez para sua empresa de eventos em 2020 não terá mais serventia no cenário atual. 

Está pronto? Vamos lá!

A era das mudanças e incertezas

Vivemos em um mundo de muitas mudanças e incertezas, aqui nem falo tanto sobre a crise, mas em um todos os sentidos.

Se você não está por dentro do conceito de Mundo VUCA, lhe apresento agora.

Mas afinal, o que significa Mundo VUCA?

Mundo VUCA é um acrônimo do inglês para volatility, uncertainty, complexity and ambiguity.

Traduzindo, mundo com volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade.

Esse é exatamente o mundo onde vivemos antes mesmo da pandemia.,

Antigamente as empresas faziam planejamento para décadas a frente, na era VUCA, não podemos nos dar ao luxo disso, pois os negócios, a sociedade, tecnologia e o mundo muda muito rápido.

O termos Mundo Vuca foi cunhado em 1987 por Warren Bennis e Burt Nanus para explicar as teorias de liderança que descrevia uma maneira de acabar com o trabalho árduo de estratégia e planejamento – afinal, você não pode se preparar para um Mundo VUCA a longo prazo, correto?

E, é exatamente o que estamos passando, um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo, muitas vezes não temos como fazer planejamentos de décadas da forma como se fazia antigamente.

Além do mundo estar em constante mudança, essa crise atual faz parte de outro conceito que devemos conhecer.

Um acontecimento como essa pandemia é um Cisne Negro. explico!

O que é Cisne Negro?

Cisne negro é um termo criado por Nassim Taleb em seu livro, A Lógica do Cisne Negro.

Nele, o ensaísta e escritor descreve como um evento inesperado e improvável no qual muda o cursos da história da humanidade.

Para o autor, é impossível prever e antecipar o futuro, visto que o que conhecemos é muito menor em relação ao que não conhecemos. 

É aí que as duas teorias se complementam, vivemos realmente nessa dicotomia e complexidade nesse mundo atual, foi se o tempo das certezas. 

Agora que conseguimos conceituar um pouco o que acontece com o mundo, vamos a algumas reflexões e dicas práticas de como empresas de eventos pode superar essa crise.

Mantenha a saúde mental e física

A primeira forma de como as empresas de eventos podem superar a crise é começar a cuidar do empreendedor, ou seja, de você.

Entre tantas outras dicas que você lerá neste artigo, essa, na minha visão é a regra de ouro para você superar a crise.

Por que?

Simplesmente porque em algum momento essa crise passará e, você precisará ter saúde não só física, mas mental para tocar em frente seu negócio.

Como dica de saúde física você pode encontrar nas redes sociais profissionais de educação física que estão ensinando as pessoas a se exercitarem em casa.

Outro ponto quando falamos em saúde, é cuidar dos seus. 

Muito provavelmente você tem família, sejam pais, filhos, esposo ou esposa, alguma tia, enfim, sempre há alguém no qual precisamos cuidar.

Se tratando de uma doença como essa, de alta transmissão entre pessoas saudáveis e que podem desencadear problemas sérios entre grupos de riscos, é importante cuidar das pessoas que você ama.

Afinal, ninguém em um momento algum, mas em especial neste momento, está preparado a perder um ente querido.

Mantenha a cabeça ocupada, há diversos curso disponíveis gratuitamente como os do Sebrae

Muitas lives estão acontecendo sobre diversos assuntos, o importante é manter sua agenda cheia.

Outra forma de aliviar é a meditação, todos os dias às 11h da manhã, o pessoal do Instituto Pacífico promove o Momento Pacífico pelo Instagram.

Se você não tinha o hábito de meditar, pode ser um bom momento para aprender, pode confiar, é transformador.

Não abandone seu cliente

Essa é a hora de estar ao lado do seu cliente.

Você deve estar se perguntando, mas eu trabalho com eventos físicos, como vou prestar algum serviço para meu cliente.

Primeiro de tudo, é preciso ser inovador e ser criativo.

Para isso, não é preciso ser um gênio, ou um grande pensador, basta alguns exercícios de reflexão e empatia.

 Entenda o seu papel como empresa e reflita de que forma você pode colaborar com seu cliente.

Vamos a um exemplo de uma empresa de eventos sociais, digamos que seu cliente adiou uma festa de casamento.

Para que você não perca o contato com ele, pense que neste momento, todos nós, estamos com medo da incerteza do futuro.

Que tal aproveitar a tecnologia e ajudar ele nesse momento, você pode por exemplo, marcar uma videochamada com ela e um fornecedor de bolo para apresentar as opções que ela tem para esse momento especial.

Nessa situação, você agindo proativamente, está fortalecendo laços não só com seu cliente, mas com um parceiro estratégico, no caso o fornecedor de bolo.

Ou ainda, que tal enviar por email as amostras dos convites que serão entregues aos convidados, aproxime-se e marque uma videochamada para apresentar essas amostras.

Escute o que seu cliente tem a lhe dizer, de forma virtual é o ideal? talvez não, mas como não temos outra formato no momento, ela se torna única possibilidade viável.  

Todas essas ações confortam seu cliente e o trás para uma realidade positiva, mostrando que o sonho dela está próximo. 

Percebe que são pequenos gestos que mostram ao seu cliente que ele não está sozinho?

Poderia trazer outros exemplos, mas vou deixar para próxima dica abaixo.

Busque a inovação

Em momentos como esse, é normal nos paralisarmos e congelarmos diante da situação que estamos vivendo.

Porém, é na crise que temos chances de nos reinventar e inovar em nosso negócio e pensarmos como empresas de eventos podem superar a crise.

Além das promoções e vendas antecipadas de eventos que sua empresa pode oferecer, há sim outras saídas.

No item anterior, não abandone seu cliente, apresentei outro formato para você se aproximar dele.

Pensando em eventos sociais, além de fazer videochamadas para mostrar produtos e consolidar suas parcerias, há outras possibilidades.

É importante você descobrir seu caminho por você mesmo, mas você pode utilizar as lives como ferramentas de divulgação nas redes sociais.

Facebook, Instagram e Youtube são ótimas para isso, além disso, por terem um alcance um maior que postagens tradicionais, são uma boa escolha para divulgar os seus serviços e a empresa para um público maior.

Você pode por exemplo fazer lives temáticas, algo como a semana dos eventos de casamentos, formaturas, batizados e outros.

Nelas você apresenta como acontece esse tipo de festas, quais os processos e dinâmicas envolvidas em cada um destes eventos e ainda pode tirar dúvidas ao vivo das pessoas que os assiste.

Um dica interessante para este formato é quando finalizar a live, aproveite o espaço para falar de alguma promoção como uma venda antecipada com desconto ou algo do tipo.

No ramo de eventos corporativos, as oportunidades podem ser amplificadas.

Em grande parte eventos como workshops, congressos, treinamentos e outros podem ser feitos online.

Você rapidamente pode contratar um serviço como a empresa Zoom, Whereby e outros e oferecer ao seus clientes, inclusive colaborando com ele na programação do evento.

Por fim, é hora de inovar.

Separei algumas perguntas abaixo que podem te ajudar a refletir sobre seu negócio e como você pode inovar de alguma forma.

  • Quais necessidades ou serviços são os centro das atenções?
  • Quais são as necessidades dos clientes para as quais não há solução atual?
  • O que não estamos fazendo pelos nossos clientes?
  • Se começássemos de novo agora, que empresa e oferta construiríamos?
  • Por que os clientes fiéis de hoje ainda fazem negócios conosco?

Fluxo de caixa

Nestas horas que percebemos que entender de contabilidade ou mesmo cuidarmos das finanças da empresa é extremamente necessária.

Em momentos como esse, se não estamos preparados, podemos sair do jogo.

Esse conceito de sair do jogo vem do mercado de investimentos, leia-se ações. Quando há um grande baque no mercado, podemos perder todo nosso dinheiro.

Se trouxermos para a realidade das empresas, em uma fase como essa, se não tivermos nos preparados previamente, somos saídos deste mercado.

Empreender e ter dinheiro em caixa não é tarefa fácil no Brasil, como dizem por aí, muitas empresas vendem o almoço para poder comprar a janta.

Com certeza, essa é uma das tarefas mais árduas de um empreendedor, e neste momento e infelizmente sua empresa pode ir a bancarrota por questões financeiras.

Acredite, na dor aprendemos a gemer e se você está sofrendo agora, vai aprender a se preparar melhor neste Mundo VUCA daqui para frente.

Pagamento a fornecedores

A regra aqui é pague o que você já recebeu de serviços e produtos de seus fornecedores, pois eles já cumpriram a parte deles no negócio, não seja desonesto.

Seja empático nesse momento, do outro lado, há um ser humano como você que necessita e conta com este pagamento pois o mesmo já teve seus custos para lhe atender.

Por outro lado, há os fornecedores nos quais terão de saber que o evento no qual você combinou com ele, não acontecerá no momento. 

Neste caso, haja o mais rápido possível, avisando a eles o quanto antes possível.

A questão da empatia falada acima, também serve vindo da parte de seus fornecedores, eles entenderão, desde que avisados previamente que o evento não acontecerá mais.

A situação no mundo mudou, não foi apenas para ele.

Lembre-se sempre que fornecedores são parceiros estratégicos para seu negócio de eventos e essa relação quando saudável para os dois lados, deve ser mantida.

Se neste momento você não foi honesto com eles, em alguma hora quando passar essa situação e você precisar dele, ele possivelmente vai lembrar do que você fez e vai te deixa na mão.

Novos investimentos

Essa não é a hora de você fazer a compra daquele equipamento de luz que tanto sonhou em ter em sua estrutura.

Esse é o momento de segurar o máximo a parte financeira.

Visto a natureza do negócio, empresas de eventos são muito suscetíveis a um Mundo VUCA como o nosso e que Cisne Negros podem acontecer.

Não é o momento de adquirir novas despesas sem saber ao certo quando terá uma nova receita entrando.

Lembre que mesmo que essa crise acabe amanhã, não teremos mais o normal que conhecemos.

Aquela normalidade pré-covid19, não existirá em tão pouco tempo, seja por questões econômicas, seja por questões sociais e de saúde.

As pessoas ainda demorarão retomar ao que chamávamos de normal, ou você acha que, acabando agora a quarentena, as pessoas vão sair se aglomerando por aí?

Pra mim a resposta é clara, acho muito difícil, ainda mais se puderem evitar esse momento.

Concordamos que eventos são acontecimentos únicos e marcantes para pessoas e empresas, mas não é essencial para a vida delas.

Então, com toda certeza, teremos um bom tempo de reordenação social e os eventos não reiniciarão da noite pro dia.

Contratação, promoções e prêmios para colaboradores

Da mesmo forma que você fechou a torneira para novas aquisições, é tempo de fazer o mesmo com a contratação, promoção ou prêmios de colaboradores.

Sim, é um situação difícil, mas lembra quando falei sobre empatia há alguns parágrafos atrás?

Esse é o momento de os colaboradores entenderem que a situação mudou.

Você pode renegociar uma nova data para entregar um prêmio ou mesmo um promoção aos seus colaboradores atuais.

E, acredite, eles podem ficar um pouco decepcionados no momento que receberão a notícia, mas no fundo, entenderão que a situação mudou.

Seja claro, mostre que você se importa realmente com eles e que está fazendo o máximo para mantê-lo na empresa.

E que este sacrifício inicial da parte deles, garantirão um futuro melhor para todos os outros colaboradores.

Hora da estratégia

Como disse Peter Drucker, consultor, escritor e uma dos maiores pensadores de gestão empresarial e marketing. 

“A cultura engole a estratégia no café da manhã.”

O que isso quer dizer, a correria do dia a dia muitas vezes nos impede de olhar o estratégico e é devorada pelo tático, ou cultura.

A cultura aqui, é o tipo de empresa que a sua se tornou, há muitas que são apenas táticas, ou seja, só mão na massa, sempre correndo pra entregar.

Sejamos sinceros, quando falo muitas, estou falando de muitas mesmo, quase que em sua totalidade.

E, que tal aproveitar esse momento para se reestruturar estrategicamente, já que nosso plano anual foi por água abaixo mesmo.

Você deve estar se perguntando.

Não sabemos o que vem por aí nos próximos meses, como podemos criar alguma estratégia?

A questão aqui é, interrompa essa visão de curto prazo que você está focando neste momento, quando falo em estratégia empresarial é nos prepararmos para a longo prazo, mesmo que no curto esteja tão na cara em um momento como esse?

Já se perguntou, por exemplo, o que você vai fazer pós crise? Ou vai deixar esse momento chegar para tomar alguma atitude?

Pense estratégico, quais serão meu primeiros passos após tudo isso passar? 

Como será minha relação com meus fornecedores? 

De que forma retomarei minhas vendas? 

Ou ainda, se essa situação continuar por mais tempo de que forma posso ter uma receita nessa situação?

Deixar a vida te levar é muito bonito na música do Zeca Pagodinho, mas é exatamente em momentos difíceis como esse, que você necessita tomar as rédeas do que vem logo em frente.

Use a tecnologia a seu favor

Existem muitas ferramentas de tecnologia que podem te ajudar no seu trabalho. 

Elas podem ser utilizadas para comunicação, gestão de projetos, gestão de eventos, ferramenta de cobrança, chamada de vídeos, de produtividade, enfim, uma infinidade de tecnologias que proporcionarão o que você precisa.

Mas espera, você não sabe usá-las?

Chegou então a hora de aprender, esse é o momento.

Lembra do primeiro tópico deste artigo, mantenha a saúde mental, pois então, esse é o momento de manter-se ocupa.

Mente vazia, oficina do diabo.

Nunca um ditado caiu tão bem como neste momento. Mantenha-se ativo e manter-se ativo é manter a cabeça ativa, aprendendo novas coisas.

Já parou para pensar a quanto tempo você não aprende algo novo?

Se desafie, neste momento há muitos cursos em diversas áreas que estão sendo disponibilizados de forma gratuita ou por um preço bem abaixo.

Outros profissionais estão dispostos a baixar o valor dos cursos para contribuir de alguma forma com o coletivo. 

Portanto, essa é uma ótima maneira nas quais as empresas de eventos podem superar a crise.

Aproveite esse momento para aprender coisas que lhe tiram da zona do conforto, se você acredita que não tem aptidão com finanças, quem sabe esse não é o momento.

Sempre temos o costume de reclamar de que não temos tempo para nada, que tal agora?

Tenha uma nova renda

Sim, você trabalhou a vida inteira com evento, e sim, essa é sua paixão, porém, as contas não param de chegar.

Acredito que este é também o momento de você pensar em uma nova renda, se é que você já não possui.

Lembre-se que como uma pessoa bem relacionada, você pode ter parceiros estratégicos que contribuirão para essa sua nova empreitada.

Aqui exigirá muito mais de você do que de algum conselho que possa te dar.

Pense nas possibilidades, mesmo com a crise há mercados que não foram afetados e pelo contrário, estão crescendo.

Um exemplo é o de refeição delivery, é hora de sobreviver!

Como as empresas de eventos podem superar a crise?

Acima trouxe alguns pontos que farão você refletir, espero que além da reflexão, eles lhe auxiliem para tomar alguma atitude.

Neste momento, não só o planejamento é importante, como comentei no tópico sobre ele, mas a atitude de mudar é essencial para vivermos na sociedade atual.

Não existirá o voltar ao normal, existirá um novo normal que não sabemos qual será, mas a relação da sociedade já se transformou com essa pandemia.

A relação com a tecnologia por exemplos, já há especialistas dizendo que a transformação digital foi acelerada em 5 anos depois do coronavírus.

Na parte das finanças, muitas empresas entenderam a importância de ter uma reserva em caixa para momentos como esse.

Lembre que o Mundo VUCA está aí e Cisnes Negros chegam sem esperarmos.

É importante você ter em mente isso, com certeza o seu mercado também se transformou, abra a mente, perceba e estude. 

Portanto a única forma que as empresas de eventos podem superar a crise, é estar sempre aberto a mudanças, elas ocorrerão cada vez com mais frequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *