Categories
Marketing e Vendas para Empresas de Eventos

Guia Básico de Facebook Ads para empresas de eventos

As campanhas pagas nas redes sociais são importante canal no marketing digital, neste artigo você vai entender o que são, como funcionam e como utilizar Facebook Ads para empresas de eventos.

Há alguns anos a mídia online feito nas redes sociais vem se consolidando.

No início muitos torciam o nariz para campanhas pagas neste ambiente.

Acreditavam que não era o local certo de aquisição de clientes, visto que as rede socias tem potencial enorme de conversação.

Empresas e profissionais de marketing demoraram um pouco para acertar a mão quando falamos em aquisição de clientes.

Vale lembrar que ao contrário do Google Ads na qual o usuário apresenta intenção, nas redes sociais a luta é por prender atenção de desejo dos usuários.

Antes de entrarmos no entendimento de campanhas feitas neste ambiente, vamos a um pouco de história das campanhas pagas no Facebook.

História do Facebook Ads

Quem viu o filme ou leu o livro A Rede Social, já sabe um pouca da história envolvendo o nascimento do Facebook.

Mas você sabia que em 2004, ano da criação da plataforma, Mark Zuckerberg e seu pequeno time já se preocupavam em monetizar sua plataforma.

Como ainda era um negócio local destinado principalmente a estudantes dos Campus americanos, os primeiros anúncios saiam entre 10 e 40 dólares.

Os anunciantes em sua maioria eram produtores de festas que aconteciam nos universidades e negócios locais, como restaurantes, cafeterias e bares.

O espaço onde iam as publicidades se chamavam Flyers e eram alocados em formato de banners na página principal da site.

Ainda que restrito aos Campus, os anúncios eram feitos para pagar os custos dos servidores que aumentavam rapidamente devido a adoção do público.

Em 2005, com o crescimento exponencial da plataforma, algumas marcas começaram a se interessar e Mark e seu time foram melhorando sua ferramenta de mídia on-line.

Além da evolução da plataforma, a Zuckerberg contratou seu primeiro executivo de vendas, Kevin Colleran.

Ele foi responsável por trazer anunciantes como Apple e Victoria’s Secret para dentro da rede social.

Mas foi quando a empresa fez uma parceria com a Party Poker que as coisas começaram a ficar séria.

Party Poker era uma empresa de poker online e dali teve-se o início do CPA, custo por aquisição de Lead. 

Ou seja, o Facebook só receberia quando houvesse o cadastro no Party Poker advindo da publicidade da rede social, com a empresa começou a faturar US$60.000.

O próximo ano foi marcado pela parceria com a Microsoft para o desenvolvimento de uma plataforma de anúncios para o Facebook. Além disso, a própria Microsoft quis adquirir a empresa de Zuckerberg, sem sucesso.

Nesse mesmo ano (2007), Facebook lança uma área de Marketplace para tentar outras fontes de renda. 

Olhando para o futuro, em 2008 foi lançado o Facebook Page, local destinado a empresas e marcas que agradou em cheio.

Empresas aos poucos foram migrando de perfil para Facebook Page, isso ajuda a  despoluir os feeds dando um cara mais social mesmo.

Lembrando que nesta época já existiam empresas criando perfis comerciais no que deveria e é até hoje perfis pessoais. 

Desta forma além de melhorar a intenção de ser uma rede realmente social, possibilitou ao Facebook explorar ainda mais sua plataforma de anúncios para as marcas.

Outra grande revolução da plataforma desta época foi a possibilidade de demográfica nos anúncio.

2010 por sua vez foi o ano da implantação do Like, sim, o like não foi uma feature nativa como muitos pensam, ela só apareceu neste ano.

Desde então o facebook vem experimentando muitas forma de rentabilizar ainda mais sua plataforma. 

Hoje conseguimos ver que os anúncios, (como o Google Ads), por todos locais na internet com a audience network, uma rede de parceiros assim como do Google Ads.

Além das conhecidas campanhas no feed, no messenger, nos stories e por todos locais na plataforma do Facebook.

O que é publicidade no Facebook

Facebook ads são anúncios pagos para promover produtos, serviços ou conteúdos.

Utilizar o Facebook Ads para empresas de eventos é uma escolha certeira.

Isso porque, o crescimento de audiência é constante na rede, sendo assim, é uma ótima solução para os objetivos de marketing para empresas de eventos.

Vale lembrar que através das campanhas é possível alcançar assertivamente os seu público através de uma rica segmentação.

Para empresas de eventos ele se torna primordial principalmente por isso, a segmentação nesta plataforma é muito poderosa.

Mas como dito no início deste artigo, a estratégia com o Facebook Ads tem seu foco em chamar atenção, pois ela de certa forma é intrusiva.

Claro que não podemos comparar o nível de interrupção que é promovido por campanhas em publicidades tradicionais como televisão e rádio.

Nesses formatos antigos a interrupção é total, você tira a audiência de seu fluxo e interrompe com uma série de comerciais.

Porém, um ponto semelhante é a luta pela atenção e desejo das pessoas.

Tanto na velha mídia, como no ambiente das redes sociais você “luta” para fazer com que a audiência da plataforma deseje seu produto ou serviço contra uma série de anunciantes.

Cada vez mais anunciantes vem olhando e trabalhando para conseguir grandes taxas de conversão.

Mas, as redes sociais podem lhe ajudar muito não apenas nas conversões de um produto.

Através dela, você pode transformar desconhecidos em defensores de marca e um processo que atravessa todo o funil de marketing.

Se por um lado, o Google Ads é muito efetivo em fechar negócios, no Facebook Ads para empresas de eventos se torna uma ótima ferramenta para você gerar desejo, conhecimento de marca, produto ou serviço.

Além claro, se relacionar com seu prospecto para fechar negócios.

Como falei, você pode utilizar o facebook ads para empresas de eventos e criar belíssimas fotos de eventos já produzidos para gerar desejo no seu serviço.

Bem como, iniciar um relacionamento com campanhas conversacionais por messenger, por exemplo.

Agora contextualizado, vamos avante e falar um pouco de como funciona a plataforma de publicidade paga no Facebook.

Como funciona o Facebook Ads

Se você acompanhou até aqui, percebeu que venho batendo bastante no ponto de atenção e desejo que você deve criar em uma audiência.

Pensando nisso, alguns pontos dos anúncios no Facebook são fundamentais para alcançar mais pessoas, despertar desejo e chamar atenção.

Basicamente um anúncio na rede social de Zuckerberg funciona com Imagem e conteúdos.

Independente de onde você for apresentar a publicidade, esse são os principais pontos que você deve se atentar para se diferenciar de sua concorrência.

Outras opções são carrossel de imagens, e os vídeos que estão cada vez mais em alta.

Antes de criar uma campanha de facebook ads 

Antes mesmo de você colocar a mão na massa e sair criando campanhas, é necessário um conhecimento prévio.

Essa base vai te ajudar a construir o que precisa para ter campanhas de sucesso.

Neste artigo não vamos passar o passo a passo para criação de campanhas, a ideia aqui é permitir que você entendenda os principais conceitos.

Fazendo uma busca na internet você encontra diversos materiais sobre o tema, essa é uma das razões de não explorarmos aqui esse tipo de conteúdo.

Outro ponto no qual não exploraremos esse tipo de conteúdo se deve ao fato é que assim como o Google Ads, o Facebook Ads é atualizado frequentemente.

Desta forma, poderíamos ter um artigo datado, mas na internet você não só encontra tutoriais como cursos pagos e gratuitos sobre Facebook Ads.

Agora que esclareci o porque de não fazer um tutorial, vamos explorar os conceitos prévios da criação de campanhas e como estruturar o facebook adas para empresas de eventos.

Estrutura de campanhas

As campanhas no Facebook Ads obedecem a uma lógica de estrutura e são feitos no Gerenciador de Anúncios.

Com ele você reúne em um só lugar campanhas que deseja fazer.

Para isso, você deve fazer um conta por lá ou conectar com seu facebook page, além da conta, a estrutura básica é campanhas, conjunto de anúncio e anúncios.

Se você leu o artigo sobre guia básico do Google Ads publicado anteriormente, ou ainda se já trabalhou com a publicidade paga do Google,, deve ter percebido que a estrutura é a mesma.

Objetivos de campanhas

Como em qualquer planejamento, utilizar o facebook ads para empresas de eventos necessita de objetivo a ser alcançado com suas campanhas de mídia online.

O Facebook te apresenta uma gama de opção que vão de reconhecimento de marca até a conversão.

  • Reconhecimento da marca: Empresas de eventos novas ou mesmo campanhas institucionais são ideias para este objetivo.

    Se você precisa estar na cabeça de seu usuário e manter sua marca na mente dele, esse é o tipo de campanha que você deve investir.
  • Alcance: Uma ótima oportunidade de alcançar um público maior, através desse tipo de campanha, seus anúncios serão amplificados pela rede.

    Uma ótima forma para fazer com que aquele artigo que você escreveu possa chegar a um novo público.

    Ou quem sabe ainda, aquele evento matador que você fez e as melhores fotos que você possui para divulgar o seu serviço. 
  • Geração de cadastros: Ideal para você que quer capturar prospectos, faça anúncios que gere desejo na audiência a ponto dela deixa o contato dela.

    O Facebook há alguns anos criou um formulário dentro da plataforma, desta forma, você não precisa mais ter uma página de captura de email ou contato.

    Isso diminui ainda mais o atrito da audiência, ou seja, ela ficará no mesmo ambiente no qual o anúncio apareceu, dentro do Facebook.
  • Aumentar a consideração da marca: Com esse objetivo, você leva a audiência através de anúncios para o seu serviço.

    Desta forma você tem a oportunidade de mostrar a uma audiência que está mais consciente da necessidade dela, ou seja, mais perto do final do funil de compra.

    Neste caso, ela está levando em consideração os erviço que sua empresa presta, então procure caprichar na página do seu site que o anúncio direciona.
  • Mensagens: As mensagens são muito boas para iniciar uma conversa com sua audiência.

    Mas nada impede de você gerar cadastro, oferecer suporte, aumentar as transações e responder às perguntas.

    Pode ser uma ótima alternativa de você se aproximar do seu público.
  • Anúncios dinâmicos: São uma boa alternativa para ecommerce em geral, pois aqui você “importa” para o Facebook seu inventário de produtos.

    São ideias para converter mais, alcançar novos compradores, aumentar sua base de clientes e concluir mais venda.
  • Conversões: Como próprio nome diz, são ideias para empresas que fecham suas vendas online como ecommerces e venda cursos.

Agora que entendemos sobre conversões e como utilizar Facebook Ads para empresas de eventos, vamos a mais um passo na nossa jornada.

Formatos de campanhas

Os formatos de campanhas vem aumentando consideravelmente desde que o Gereciador de Anúncios do Facebook foi lançado.

A rede socias anúncios deste  formato mais clássico que são as imagens até os mais atuais como stories, experiência instantânea e vídeos.

  • Imagens: Como dito, é o formato mais tradicional e antigo, mas isso não quer dizer que ela não gera resultados, pelo contrário.
  • Carrossel: O formato carrossel é ideal para contar uma história, ou fazer anúncios de até cinco imagens consecutivas.
  • Coleção: Uma boa opção para ecommerce, mas pode ser usadas em eventos, com ele você terá uma imagem em destaque e outras menores abaixo que se expandem após clicado.
  • Experiência instantânea: Funciona apenas para mobile, mas é uma ótima opção para destacar algo. 

    Após clicar no anúncio o mesmo se expande para a tela inteira mantendo a atenção do usuário apenas no anúncio
  • Vídeo e apresentação multimídia: Se tratando de evento, e claro, se você tiver um produção de vídeo boa, uma ótima opção.

    Você pode impulsionar postagens em vídeos ou mesmo criar seu anúncio em vídeo no Gerenciador de Anúncios
  • Stories: O fenômeno atual das redes sociais como Instagram, é possível fazer impactar uma audiência diretamente nos Stories.
  • Conteúdo de marca: O facebook não ia ficar de fora da era do influencers, assim criou essa modalidade. 

    Se você tem uma parceria com algum influencer, você pode criar um anuncios do conteúdo produzido por ele através deste formato.

Públicos das campanhas

Os Públicos são as segmentações de campanhas e responsáveis para alcançar a audiência desejada.

Há diversos tipos e são definidos no conjunto de anúncios, por lá é possível segmentar demograficamente, comportamento adicionais e interesses.

As possibilidades  são enormes inclusive de personalizar o público, desde pessoas que acessaram ao site ou a página da marca até segmentação por dispositivos.

Outra opção bastante interessante é pelo tipo de acesso se por wifi or telefonia móvel.

Você pode ainda negativar um público, por exemplo, se quiser mostrar alguma campanha apenas para pessoas que não acessaram seu site ou página no facebook.

Como falei as opções são infinitas e você pode mesclar todas elas até chegar ao público que deseja alcançar.

Posicionamento

Criei o nome do artigo de Facebooks Ads apenas por questões didáticas, pois na real, é através do Gerenciador de Anúncios que você direciona onde você deseja que suas campanhas apareçam.

  • Instagram: A menos que você não tenha sumido do planeta no últimos anos, talvez não conheça o Instagram, mas hoje é a rede sociais do momento dos mercadólogos digitais.

    Muito se deve pela migração das pessoas que pararam de utilizar, ou diminuíram o uso do Facebook.

    Não foi a toa que a empresa de Zuckerberg comprou a plataforma.

    De qualquer forma as possibilidades de divulgação de anúncios no Instagram é o feed normal de postagem, os stories e as mensagens inbox.
  • Messenger: Não confunda o Messenger como MSN, apesar de ser uma aplicação de comunicação entre pessoas, elas nasceram em épocas diferentes.

    O Messenger do Facebook é um chat nativo na plataforma, mas que é usada como aplicativo nos Smartphones.

    O Facebook lhe permite fazer campanhas neste ambiente, quem sabe retomar algum papo com possíveis interessados no serviço de produção da sua empresa de eventos?
  • Audience Network: É similar a rede de parceiros do Google Ads, ou seja, o Facebook assim como sua concorrente está se espalhando pela internet.
  • Marketplace: O Facebook possui a opção de você vender qualquer coisa que quiser pelo seu marketplace.

    E você como anunciante pode colocar seus anúncios dentro desta plataforma de compra e venda dos usuários.
  • Video in-streaming: Assimo como Google tem o youtube, o Facebook sua plataforma de vídeos nativa, onde criadores de conteúdos disponibilizam suas criações.

    Como anunciante você pode publicizar seus serviços nestes vídeos.

Custos e análise de retorno de campanhas

O gerenciador de campanhas ainda permite você fazer uma análise de suas campanhas, quais performam mais em vista de outras.

Além de análise diversas como impressões, impressões únicas, cliques nas campanhas, custos por clique.

Enfim, tudo que você precisa para fazer uma análise completa e utilizá-las.

A otimização de campanhas é fazer com que as campanhas melhores de acordo com o objetivo dos anúncios.

Desta forma além de apenas desligar uma campanha por ela não estar performando bem, você pode editá-la para chegar ao seu objetivo.

Conclusão

Este guia inicial de facebook ads para empresas de eventos teve por objetivo te explicar como funciona de forma simples e básica as campanhas pagas na rede social.

Ele não é e nem tem a pretensão de ser um guia definitivo sobre o tema, até porque ainda faltam muitos passos para criação e otimização de campanhas.

Nosso objetivo aqui foi te instruir sobre os primeiros passos para entender esse canal de marketing digital.

Como você deve ter percebido, ela é uma poderosa ferramenta e deve ser usado alinhado com sua estratégia de comunicação.

Se esse material foi útil para você, compartilhe com as pessoas da sua empresa pelo Whatsapp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *